Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando agora: Carregando...

NOSTALGIA
No comando: Nostalgia

Das 11:00 as 12:00

Coruja de Sexta I
No comando: Sexta de Primeira

Das 22:00 as 00:00

Um amigo na madrugada
No comando: Um amigo na Madrugada

Das 00:00 as 04:00

café da manhã
No comando: Café da Manhã

Das 06:00 as 08:00

Raízes
No comando: Raízes

Das 08:00 as 09:00

Na Paz do Senhor
No comando: Na Paz do Senhor

Das 08:00 as 09:00

questions or decision making concept
No comando: Você pergunta, o Pastor responde

Das 08:00 as 11:00

MUSA MAIS
No comando: Musa Mais

Das 09:00 as 11:00

Coisa de Mulher
No comando: Coisa de Mulher

Das 11:00 as 12:00

Sem título
No comando: Clube do Louvor

Das 12:00 as 14:00

Voz Missonária II
No comando: Voz Missionária

Das 13:30 as 14:00

Voz Missonária II
No comando: Voz Missionária

Das 14:00 as 14:30

Stand By Anderson
No comando: Stand By

Das 14:00 as 15:00

Gospel Hits
No comando: Gospel Hits

Das 15:00 as 17:00

039b3c3f-6706-48c3-8037-d3c08ac2d98e
No comando: Na Contramão

Das 15:00 as 17:00

MUNDOGAUCHO
No comando: Mundo Gaúcho

Das 17:00 as 19:00

familia
No comando: Familia Cristã

Das 20:00 as 22:00

300bannerlateral01
No comando: Os 300 Gideões – Pr. Waldemar Doberstein

Das 20:00 as 22:00

300bannerlateral01
No comando: Os 300 Gideões

Das 20:00 as 22:00

CIBI
No comando: CIBI – Igreja Batista Independente

Das 22:00 as 00:00

“Pastor dos boleiros” superou vício em drogas após um encontro com Jesus

Compartilhe:
Pastor Vagner

 

O pastor Vagner Lopes visita o Centro de Treinamento do Corinthians de uma a duas vezes por semana, geralmente um dia antes da partida, no período de concentração. Ali, reúne-se com os jogadores do time para falar sobre Deus. Por pregar de um jeito simples e informal, conquistou grande parte do elenco.

Até o ano passado, as reuniões comandadas por ele reuniam até 15 atletas como Jô, Cássio, Fellipe Bastos, Giovanni Augusto, Guilherme Arana e Moisés. Este ano alguns já deixaram o clube, e Cássio assumiu o posto de líder, com Fagner e Pedrinho sempre presentes.

O “pastor dos boleiros” tem uma história de vida parecida com a de muitos jogadores. Ele chegou a jogar profissionalmente em várias equipes, mas trocou a carreira esportiva pelo ministério em tempo integral.

Hoje, usa suas experiências como exemplo e usa a mesma linguagem da “boleiragem”. “Pelo fato de eu ter jogado essa linguagem fica mais solta. Eu uso muitas metáforas. A bola é um negócio universal, é papo reto. Eu acho que o simples, o cara que é culto entende e o cara que não tem tanta cultura entende também. Eu brinco, por exemplo, que Pedro foi primeiro surfista porque andou em cima da água com Jesus. Posso fazer uma figura de linguagem assim para atrair a atenção, o evangelho não está tão distante de você”, conta.

Vagner fundou a igreja Comunidade Cristã Aprisco da Família e começou a frequentar o clube de futebol por ser próximo ao atacante Jô. Ele explica que seu objetivo não é pregar uma religião, mas sim falar sobre Deus e reforçar os valores morais e a importância da família.

“Quem está ali, não está pregando a placa de igreja nenhuma. Está ali para falar do amor de Jesus. Senão é terrorismo, é o evangelismo do Bin Laden. ‘Vem para mim, senão vai para o inferno’”, explica. Diz ainda que seu propósito não é “levar nenhuma placa, não falar nada além do reino de Deus”.

 

 

Fonte: Gospel Prime/ Uol

Foto: (reprodução)

Postado por: Jean Doberstein

Deixe seu comentário:

Últimas noticias

Redes Sociais

Blog da 90

  • PRA FORA DA CAIXA

    Sou fraco demais para ficar sozinho

      Não foram poucas as vezes em que me senti sozinho, até mesmo naqueles momentos em que o coração implorava por companhias.   Quem me conhece sabe muito bem que sou o tipo de cara sociável, rodeado por... Leia mais

    Em 13/12/2017