Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando agora: Carregando...

Coisa de Mulher
No comando: Coisa de Mulher

Das as

Musical Evangéico
No comando: Musical Evangélico

Das as

300bannerlateral01
No comando: Os 300 Gideões – Pr. Waldemar Doberstein

Das 20:00 as 22:00

300bannerlateral01
No comando: Os 300 Gideões

Das 20:00 as 22:00

Coruja de Sexta I
No comando: Sexta de Primeira

Das 22:00 as 00:00

Um amigo na madrugada
No comando: Um amigo na Madrugada

Das 00:00 as 04:00

café da manhã
No comando: Café da Manhã com Jesus

Das 06:00 as 08:00

WhatsApp Image 2019-10-29 at 09.12.20
No comando: Júlio César Show

Das 08:00 as 12:00

WhatsApp Image 2019-10-29 at 09.24.46
No comando: Show da 95

Das 12:00 as 14:00

Voz Missonária II
No comando: Voz Missionária

Das 14:00 as 14:30

Sem título
No comando: Clube do Louvor

Das 14:00 as 15:00

WhatsApp Image 2020-01-23 at 09.23.15
No comando: TARDE MÁXIMA

Das 15:00 as 17:00

WhatsApp Image 2019-12-04 at 18.00.10
No comando: Mundo Gaúcho

Das 17:00 as 19:00

58577572_2213722078719533_2788416450736422912_n
No comando: CONEXÃO VIDA

Das 18:00 as 20:00

CIBI
No comando: CIBI – Igreja Batista Independente

Das 22:00 as 00:00

Mulher de 33 anos resgatada de cárcere privado morre em Canoas

Compartilhe:
1620041211_96

 

Mulher de 33 anos resgatada de cárcere privado morre em Canoas

A mulher de 33 anos que foi resgatada em casa, em Canoas, na Região Metropolitana, após ser mantida por sete meses em cárcere e condições de maus-tratos, morreu na noite desta sexta-feira (30). A irmã, de 39 anos, foi presa pela Polícia Civil também na sexta por suspeita de tortura, abandono de incapaz e cárcere privado.
A vítima, que era cadeirante, foi resgatada após denúncia anônima pela polícia com o apoio da equipe do serviço social Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG) na segunda-feira (26) e ficou internada na instituição até a sexta-feira. A mulher chegou ao hospital com desnutrição, machucados pelo corpo e, devido a duas paradas cardíacas, precisou ser intubada.
— Foi a cena mais impressionante que já vi na atividade na Polícia Civil. Isso foi um crime contra toda a sociedade. A vítima estava em absoluto sofrimento — afirma o diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana, delegado Mario Souza.
Conforme o hospital, ela foi diagnosticada com lúpus (doença autoimune) sem tratamento, infecção bacteriana e septicemia (infecção generalizada). A equipe do HNSG também registrou um boletim de ocorrência relatando que ela apresentava diversos sinais de negligência.

 

As duas irmãs moravam no mesmo terreno. A mulher presa residia em uma casa da frente, e a vítima dos maus-tratos ficava sozinha numa peça anexa sem água, energia elétrica e em meio a muita sujeira. A polícia suspeita que a irmã estivesse usando o dinheiro da pensão de R$ 1,1 mil que a vítima recebia.

Fonte: GZH

 

 

Deixe seu comentário:

Redes Sociais

Blog da 90