Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando agora: Carregando...

300bannerlateral01
No comando: Os 300 Gideões – Pr. Waldemar Doberstein

Das 20:00 as 22:00

300bannerlateral01
No comando: Os 300 Gideões

Das 20:00 as 22:00

Coruja de Sexta I
No comando: Sexta de Primeira

Das 22:00 as 00:00

Um amigo na madrugada
No comando: Um amigo na Madrugada

Das 00:00 as 04:00

café da manhã
No comando: Café da Manhã com Jesus

Das 06:00 as 08:00

WhatsApp Image 2019-10-29 at 09.12.20
No comando: Júlio César Show

Das 08:00 as 12:00

WhatsApp Image 2019-10-29 at 09.24.46
No comando: Show da 95

Das 12:00 as 15:00

Voz Missonária II
No comando: Voz Missionária

Das 14:00 as 14:30

Coisa de Mulher
No comando: Coisa de Mulher

Das 15:00 as 16:00

Sem título
No comando: Clube do Louvor

Das 16:00 as 17:00

WhatsApp Image 2019-12-04 at 18.00.10
No comando: Mundo Gaúcho

Das 17:00 as 19:00

58577572_2213722078719533_2788416450736422912_n
No comando: CONEXÃO VIDA

Das 18:00 as 20:00

Musical Evangéico
No comando: Musical Evangélico

Das 20:00 as 22:00

CIBI
No comando: CIBI – Igreja Batista Independente

Das 22:00 as 00:00

Jovem palestina é assassinada pela família após postar vídeo com o namorado

Compartilhe:
215ab81ed62f70f701309fb0d1c0e43e

 

A morte de uma jovem palestina de 21 anos está levando a um clamor internacional por justiça. A maquiadora Israa Ghrayeb, de Belém, na Cisjordânia, morreu na quinta-feira, 29 de agosto, vítima do que parece ser um “crime de honra” cometido por seu próprio irmão, Ihab, por ordem do pai.

De acordo com informações da mídia palestina, Ihab, que também tem nacionalidade canadense, teria espancado e torturado Israa na casa da família, em Belém, a pedido do pai de ambos. O motivo: a irmã postou um vídeo na internet do lado de um rapaz com o qual planejava se casar. Para o pai e o irmão, a demonstração pública de afeto antes do casamento causou “desonra” à família.

Num primeiro momento, Israa se feriu na coluna ao cair da janela do segundo andar da casa da família ao tentar fugir da violência do irmão. Parentes, no entanto, alegam que ela pulou da janela por estar “possuída pelo demônio”.

Agredida até no hospital

No hospital, Israa postou em sua conta do Instagram que não poderia trabalhar pelos próximos dois meses porque passaria por uma cirurgia na medula espinhal: “Que Deus julgue aqueles que me oprimiram e me feriram”, escreveu a jovem.

De acordo com a mídia local, a jovem foi novamente atacada no hospital pelo irmão. Imagens do ataque – com Israa gritando e apelando por sua vida – foram postadas em mídias sociais. Ela teria falecido em casa depois do ataque, mas os detalhes sobre o incidente ainda não foram esclarecidos. A família afirma que ela sofreu um ataque cardíaco.

A ONG palestina de direitos humanos Adalah declarou que se trata de um “crime de honra”.

#WeAreAllIsraa

O caso se tornou viral na internet. Usando a hashtag #WeAreAllIsraa, internautas – incluindo alguns conhecidos do público – passaram a postar mensagens de condenação e pedidos de justiça. “Crimes de honra são assassinatos premeditados e desonrosos”, tuitou a ativista política palestina Hanan Ashrawi.

Também houve manifestações na Cisjordânia. A maior aconteceu na Praça da Manjedoura, em frente da famosa Igreja da Natividade, em Belém. Centenas de mulheres pediram justiça contra crimes desse tipo. “Precisamos de leis que protejam mulheres”, gritavam as manifestantes.

Crimes de honra

Entre as famílias mais conservadoras no Oriente Médio, os “crimes de honra” não são incomuns. Mulheres acusadas de desonrar a família ao não seguirem leis estritas de comportamento são vítimas de violência cometida por seus próprios parentes.

Em muitos casos, os assassinos, quase sempre parentes da vítima, não são punidos, porque a legislação permite que as famílias os perdoem.

 

 

 

Fonte: RD Foco

Deixe seu comentário:

Redes Sociais

Blog da 90

  • depressão-espiritual1-e1427061331349

    Depressão na visão Espiritual – Blog do Bem

      Infelizmente, a depressão é uma doença da alma. Estima-se que 20% da população estejam com este problema em ação. Esta doença é a maior causa de ausência no ambiente de trabalho, sendo que 50% dos... Leia mais

    Em 06/12/2019